Resenha #83 - O Teorema Katherine

 

O Teorema Katherine
Autor: John Green
Editora: Intrínseca
Número de Páginas: 304

Sinopse: Se o assunto é relacionamento, o tipo de garota de Colin Singleton tem nome: Katherine. E em se tratando de Colin e Katherines, o desfecho é sempre o mesmo: ele leva o fora. Já aconteceu muito. Dezenove vezes, para ser exato.
Depois do mais recente e traumático término, ele resolve cair na estrada. Dirigindo o Rabecão de Satã, com seu caderninho de anotações no bolso e um melhor amigo bem fora de forma no banco do carona, o ex-garoto prodígio, viciado em anagramas e PhD em levar pés na bunda, descobre sua verdadeira missão: elaborar e comprovar o Teorema Fundamental da Previsibilidade das Katherines, que tornará possível antever, através da linguagem universal da matemática, o desfecho de qualquer relacionamento antes mesmo que as duas pessoas se conheçam.
Uma descoberta que vai mudar para sempre a história amorosa do mundo, vai vingar séculos de injusta vantagem entre Terminantes e Terminados e, enfim, elevará Colin Singleton diretamente ao distinto posto de gênio da humanidade. Também, é claro, vai ajudá-lo a reconquistar sua garota. Ou, pelo menos, é isso o que ele espera.

Resenha: Colin é um garoto prodígio de 17 anos, que tem mania de criar anagramas e namorar Katherines. K-A-T-H-E-R-I-N-E. Escrito dessa forma. Ele passou a sua vida esperando alcançar o seu momento "eureca", aquele em que iria finalmente deixar de ser um prodígio e passaria ser considerado um gênio, alguém que realmente fez algo de importante para a humanidade.


O grande problema é que Colin está ficando velho demais para ser um prodígio e as suas chances de torna-se um gênio diminui a cada dia. E para piorar tudo, ele acaba de levar um fora da sua 19ª Katherine.


Desconsolado, como forma de esfriar a cabeça ele e seu único amigo, Hassan, partem em uma viagem de carro sem destino e acabam indo parar em um lugarzinho no interior, chamado Gutshot.

Colin e Hassan permanecem na cidade, na casa de Hollis, a dona de uma fábrica local que lhes oferece um emprego onde teriam que entrevistar alguns moradores da cidade, junto com a filha dela, Lindsey.

Motivado pelo pé na bunda que levou, Colin tem a ideia de trabalhar em um teorema matemático que seria capaz de prever a duração de um relacionamento e quem é que terminaria com quem, chamados por ele de "terminantes" e "terminados". Vale comentar que ele usa os seus relacionamentos passados para "testar" a fórmula em processo de criação e com isso passamos a conhecer um pouco mais sobre as suas "ex-katherines".


Alguma vez você já se perguntou se as pessoas gostariam mais ou menos de você se pudessem vê-la por dentro? Sempre me pergunto isso. Se pudessem me ver do jeito que eu me vejo, se pudessem viver nos meus pensamentos, será que alguém, qualquer pessoa, me amaria?”

O enredo da história gira em torno do teorema e dos acontecimentos em Gutshot.

O livro em si é muito leve e engraçado, Hassan é único e muito muito engraçado.  Só pelo Hassan vale a pena ler esse livro.

Colin algumas vezes parece ser um nerd muito fresco, mas tudo o que ele quer é ter algum significado para o mundo. Ele quer ser lembrado. Já Hassan é despreocupado com a vida, ele é inteligente, mas nem ao menos deseja ir para a faculdade. E Lindsey é simplesmente o oposto de Colin, tudo o que ela quer é ficar na sua cidadezinha e permanecer fora do radar.

Entre os três floresce uma boa amizade e vão passar por muita coisa juntos, vão aprender muita coisa neste verão.
O final não foi tão surpreendente assim. Eu ainda queria saber como algumas coisas iriam se resolver, mas tirando isso o livro é uma leitura gostosa e engraçada.

8 comentários

  1. Li "A Culpa é das Estrelas" e amei. Agora estou curiosa pra ler "O Teorema Katherine".

    Abraços,
    Nina

    ResponderExcluir
  2. Oi, Ana. Eu li o livro e adorei, apenas fiquei um pouco triste com o final, pois achei que ficou faltando algo, entende?

    Esse foi o primeiro contato com algum livro do John Green, e agora quero ler o livro mais "famosinho" dele e os outros também, rsrs.

    Beijos.
    http://umajovemleitora.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Olá!

    Eu li este mês meu primeiro livro do autor: Quem é Você Alasca?. Gostei muito da sua narrativa e quero confirmar se gosto mesmo dele ou não. A história parece leve e divertida. Gostei muito da resenha.

    Beijos

    http://poesiasprosasealgomais.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Amei!
    Aliás, tudo de Green é perfeito!
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  5. Já li esse livro, ele é realmente engraçado, me rendeu boas risadas.

    http://umarcoirisdeletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Eu amo John Green e achei esse livro tão legal! A leitura é bem leve mesmo e você lê sem se preocupar

    Bj
    Vanessa
    bookistheanswer.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Sua resenha está ótima. E concordo com você, o Hassan é engraçado mesmo. Minha única dificuldade nesse livro foi a matemática que o envolve, sorte que tem aquelas pequenas explicações no final do livro. E o regionalismo de alguns personagens apesar de ser um tanto 'cômico' me prejudicou um pouco na leitura. Também não achei o final tão surpreendente assim, mas em geral gostei do livro! Parabéns pelo blog ❤!

    Abraços,
    Yasmin- 365 Dias Literários

    ResponderExcluir